20 de abril de 2009

Eu não sei...

Não sei se grito se me calo neste instante... não sei se consinto esta dor ou se faço algo para a "estancar"... não sei se deixo revelar toda esta revolta que trago dentro de mim ou se a ignoro como se ela jamais existisse.... não sei se largo tudo neste minuto ou tento ser cordial comigo mesma... eu já não sei se vale a pena tentar SER.... mesmo que a vida nãpo páre de me lembrar que não passo de uma tentativa de sucesso num milhão...
Só sei que o céu está cada vez mais longe de alcançar e ainda assim teimo em olhar para ele... que apesar de manter os pés bem assentes no chão não páro de tropeçar e me ferir! Sei também que tudo o que hoje sou, foi tudo aquilo que sempre colhi e que não há PAI que me valha a não ser eu própria a gritar para o mundo e dizer que já chega de fazer troça de mim!

1 comentário:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.